• Elaine de Oliveira

Harmonização perfeita para queijos e vinhos

Atualizado: Mai 6


Comprar bons vinhos, queijos deliciosos e aproveitar que a temperatura caiu para armar uma noite especial me parece uma pedida e tanto. Animou? Então toma nota das minhas dicas de harmonização que a noite promete!

Existem algumas regrinhas básicas a serem seguidas, mas, antes de tudo, preciso ressaltar que, para mim, a harmonização perfeita é a que você mais gostar. Assim, vale levar minhas sugestões em consideração, mas também se permita ousar e testar novas combinações.


O mais legal é se permitir provar de tudo e deixar que os sabores se unam no paladar. Combinações pouco óbvias muitas vezes nos surpreendem e tornam tanto os vinhos quanto os queijos ainda mais gostosos. Na verdade, a intenção de combinar sabores é exatamente essa: não deixar que nenhum se sobreponha ao outro, permitindo que juntos os dois se tornem ainda melhores — assim como deve ser com a gente.

Então, vamos lá!

1- Busque intensidades semelhantes entre os itens que serão degustados. Por exemplo, queijos leves vão bem com vinhos leves e queijos fortes, com vinhos fortes.

2- Quanto mais cremoso for o queijo, mais acidez o vinho deve ter. Nesse caso, os brancos, rosés e espumantes brut são os mais indicados.

3- Queijos de casca dura combinam com tintos encorpados. 4- Queijos azuis, aqueles com fungos, harmonizam perfeitamente com vinhos doces de sobremesa, graças ao contraste do sal e do doce. 5- Queijos frescos e frescos curados, como muçarela e mascarpone, vão bem com brancos leves, frutados, frescos e com acidez elevada. Aqui, aposte nos feitos de sauvignon blanc, alvarinho, muscadet ou espumantes. 6- Queijos de massa mole e casca aveludada, como brie, chamois d’or e camembert, combinam com brancos feitos de chardonnay, riesling e gewürztraminer. Se preferir um tinto, vá de pinot noir, que tem taninos macios e sem madeira. 7- Queijos feitos com leite de cabra ou de ovelha, como feta, rocamadour e Valençay, harmonizam com brancos leves de riesling, sauvignon blanc, com vinhos verdes ou espumantes brut. Se os queijos forem muito curados, dá para ousar com um tinto de boa acidez. 8- Queijos suíços, como emmental, gruyère, maasdam, fol epi e gouda, combinam com vinhos laranjas ou brancos cheios de caráter, daqueles que enchem a boca. Boas opções são os feitos de chardonnay com passagem por barricas ou tintos elegantes de pinot noir, barbera ou dolcetto sem passagem por barricas.

9- Queijos de casca lavada, como pont l’êveque, taleggio, livarot, époisses, maroilles e munster, combinam bem com tintos da uva syrah. 10- Queijos de massa mole e prensada, como reblochon, port-salut, saint-nectaire e saint-paulin, combinam com vinhos laranjas encorpados, brancos especiais feitos de riesling mais envelhecido ou um tinto de sangiovese. 11- Queijos de massa dura, como parmigiano reggiano, grana padano e pecorino, precisam de vinhos de bom corpo para enfrentar a riqueza e complexidade de seus sabores. Sirva aqui um vinho âmbar, como os produzidos por Gravner, um bom Bordeaux, um syrah do Rhône, um brunello ou um barolo. 12- Queijos azuis como o gorgonzola, roquefort, stilton e o maytag, casam maravilhosamente bem com vinhos de sobremesa. Pode ser Sauternes, late harvest, marsala, moscatel de Setúbal, vinho Madeira ou do Porto. 13- Na hora de montar a mesa, escolha pelo menos cinco queijos diferentes e acomode-os sobre tábuas. 14- Cada queijo deve ter a sua faca para que os sabores não se misturem. 15- Não corte os queijos em fatias nem pedaços. Deixe que cada um o faça na hora de se servir. 16- Coloque plaquinhas em cada queijo para que identificá-los. 17- Não se esqueçam de montar uma cesta com diferentes tipos de pães, sem cortá-los. 18- Disponibilize também à mesa frios, frutas frescas e secas, diferentes tipos de castanhas e mel para testar o sabor com os queijos mais salgadinhos.


#amaivinhos #harmonizacao #queijos #vinho #wine #queijosevinhos #queijo

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo